A Porta

Yak Baba estava procurando o País dos Tolos. Depois de muitos meses perguntando a quantos transeuntes aparecem em seu caminho, alguém soube indicar-lhe a estrada e por ela ele seguiu. Ao entrar no País dos Tolos viu uma mulher carregando uma porta sobre as costas:
– Por que fazes isto, mulher? – perguntou.
– Porque hoje de manhã meu esposo, antes de ir para o trabalho, disse que havia deixado coisas valiosas em casa e que eu não deixasse passar ninguém pela porta. Por isso estou carregando a porta comigo; assim, ninguém pode passar.
-Quer que eu lhe diga algo que tornará desnecessário levar esta porta a toda parte? – perguntou o dervixe Yak Baba.
-De jeito nenhum – disse a mulher. – Só quero que me diga como fazer para que a porta não pese tanto…
– Isto não posso – disse o dervixe. E cada qual seguiu seu caminho.

(Do Mestre Sufi Murad Shami, falecido em 1719)
Do livro “Otimismo em Ação” de Isabel F. Furini – Editora Ibrasa